ENTREVISTA A LUÍS VALADA

ENTREVISTA A LUÍS VALADA

«A mensagem no balneário foi bem clara. Ganhar. Se ganhássemos naquela semana, o mister Viterbo seria o treinador com maior percentagem de vitórias de sempre na primeira liga, dito por ele no balneário (muitos risos). Um jogo, uma vitória! Fantástica a envolvência criada com os jogadores. Provavelmente desconfiaram quando entrámos pela primeira vez no balneário, normal. Mas depois, a cada dia que passava fizemos sentir que estávamos lá para ajudar, que estávamos com eles e que acreditávamos na manutenção.»

– Luís Valada.

ENTREVISTA A SAMUEL GARRIDO

ENTREVISTA A SAMUEL GARRIDO

«O futsal sempre teve um papel muito ativo na minha vida. Desde muito cedo que comecei a jogar com os meus amigos. Numa fase em que ainda se jogava muito futebol de rua, muitos dos meus dias eram passados em campos de futsal. Foi importantíssimo para o meu desenvolvimento como jogador. Permitiu-me aprimorar a minha capacidade técnica, sobretudo em espaços curtos, o jogo associativo e a capacidade para segurar a bola. » – Samuel Garrido

ENTREVISTA A TIAGO MAIA

ENTREVISTA A TIAGO MAIA

«Tenho que admitir que tinha alguma arrogância, sair do FC Porto depois de ter ganho tudo fez-me andar em bicos de pés e não era a pessoa que sou hoje, custa-me dizer isto, mas ainda bem que passei por todas essas dificuldades, foi uma prova e um ensinamento da vida, felizmente cresci, preparei-me e superei-me, aprendi.»

– Tiago Maia

ENTREVISTA A HUGO MARQUES

ENTREVISTA A HUGO MARQUES

«Neste momento ainda está numa fase inicial e em melhoramento constante mas não tenho dúvidas que será uma das melhores redes sociais num futuro próximo. Será uma ferramenta para todos os amantes de futebol. Todos lutamos pelo mesmo sonho e partilhamos o mesmo amor, desde os atletas amadores, aos escalões de formação, ao futebol feminino e masculino.» – HUGO MARQUES

ENTREVISTA A DERICK POLONI

ENTREVISTA A DERICK POLONI

«O trabalho. Tudo se consegue com trabalho. Depois tive a sorte de as épocas no Sourense e depois no Anadia me terem corrido bem, o que chamou a atenção de outros clubes, entre os quais o Leixões. Quando me falaram do Leixões nem pensei duas vezes e só perguntei quando era para ir.» – DERICK POLONI

ENTREVISTA A LUKA OLIVEIRA

ENTREVISTA A LUKA OLIVEIRA

«São adeptos incríveis que têm uma paixão enorme pelo clube. Acompanham-nos a todo lado e exigem sempre o nosso máximo e é isso que tentamos sempre dar por eles. Sempre fui adepto do SC Espinho e sei o que eles sentem por nós.» – LUKA OLIVEIRA

ENTREVISTA A RICARDINHO MIRANDA

ENTREVISTA A RICARDINHO MIRANDA

«Penso que quem vê de fora não tem tanto a noção disso. São constantes os duelos tanto a nível ofensivo como defensivo. E não escondendo a dificuldade de me adaptar a defesa direito, até a vídeos tive de recorrer para que essa adaptação fosse mais rápida.» – RICARDINHO MIRANDA

ENTREVISTA A IGOR RODRIGUES

ENTREVISTA A IGOR RODRIGUES

«A motivação intrínseca é muito importante. Aliado a ela está obviamente a preocupação em ouvir aqueles que nos ensinam todos os dias, como por exemplo a equipa técnica em geral, especialmente o meu treinador de guarda-redes. Sei que a exigência dos outros para comigo é sempre grande, portanto a minha exigência para comigo também tem que ser elevada.»

ENTREVISTA A JOÃO MACHADO

ENTREVISTA A JOÃO MACHADO

«O meu sonho é ser profissional e jogar em Portugal. Gostava muito de ter a oportunidade de jogar em Portugal mas não é fácil já que as pessoas não ligam muito ao futebol no Luxemburgo, mas não perco a esperança.»

ENTREVISTA A LUISINHO

ENTREVISTA A LUISINHO

 «Quando se gosta daquilo que se faz, a divisão na minha opinião não tem tanta importância assim. É claro que estar numa 1.ª liga é diferente de estar noutra divisão, é o máximo do futebol português. Tens todas as condições! Mas gosto de jogar futebol pelo prazer que me dá e não pela camisola que visto.»

“FLASH INTERVIEW” A GONÇALO XAVIER | A Última Barreira

“FLASH INTERVIEW” A GONÇALO XAVIER | A Última Barreira

«Vivam cada dia na baliza como um momento de grande aprendizagem como jogador e, principalmente, como pessoas. Inspirem-se nos vossos ídolos mas criem vocês próprios um legado/marca. Sejam melhores a cada dia e sejam felizes. Não é fácil este meio mas é altamente recompensador. Na adversidade não recuem mas avancem com coragem. No fim do dia serão melhores na vida.»

“FLASH INTERVIEW” A TELMO CASTANHEIRA

“FLASH INTERVIEW” A TELMO CASTANHEIRA

«Houve vários factores, mas foi o 1.º ano que não estava a jogar com tanta regularidade, penso que não soube lidar com isso da melhor forma, pedi para sair mesmo contra a vontade das pessoas do clube, foi uma decisão precipitada da minha parte, mas são esses erros que nos fazem crescer, hoje teria feito as coisas de outra forma. Agora sou mais paciente, sei que com o trabalho as oportunidades acabam sempre por chegar, naquela altura era mais impulsivo e impaciente.»